Casa ou apartamento? Veja o que é melhor para você! | Blog Tegra
Não foi possível detectar sua localização. Selecione um estado de seu interesse para ver as melhores ofertas. X

Blog da Tegra

Casa ou apartamento? Veja o que é melhor para você!

No mercado imobiliário, além da casa e do apartamento, há diversos outros tipos de imóveis residenciais. Não é mais necessário escolher um e abdicar das vantagens do outro. Veja as características de cada um dele e descubra qual o melhor para você!

23/11/2018 • 14h44min • EM LIFESTYLE

Para quem procura um imóvel para morar, a primeira dúvida que vem à cabeça é sobre como decidir entre uma casa e um apartamento. Os dois são bastante diferentes e ambos têm prós e contras: uma casa oferece maior liberdade e, muitas vezes, está na memória afetiva das pessoas o que traz uma ideia de maior conforto e tranquilidade, porém, a segurança muitas vezes deixa a desejar dependendo da localização do imóvel. Um apartamento, por sua vez, é mais prático e considerado mais seguro. No fim, a escolha depende, essencialmente, do momento de vida de cada pessoa e do seu objetivo com esse imóvel. Solteiros tendem a preferir apartamentos pequenos, enquanto que famílias gostam do espaço mais amplo que uma casa oferece. É sempre importante considerar o seu poder aquisitivo, analisar a sua fase na vida, a sua necessidade por espaço, observar as questões de segurança, calcular os gastos com manutenção e, claro, considerar os animais de estimação.


Para atender a necessidade de cada tipo de público, no entanto, as empresas do ramo da construção já começaram a oferecer muito mais do que essas duas opções de imóveis residenciais. Se antes, a escolha ficava entre uma casa e um apartamento e implicava em abdicar das comodidades de um para ficar com o outro, hoje isso já não é a regra. Já é possível ter um quintal no apartamento ou viver em uma casa com a segurança de um apartamento. A seguir, vejas as mais diferentes opções de imóveis e decida qual é o melhor para você e sua família!


Apartamento padrão (ou tipo)

É o imóvel residencial mais comum, em especial nas grandes metrópoles. Sua planta, geralmente, possui divisões internas bem definidas: sala de estar, sala de jantar, cozinha, quartos, banheiros, suítes, área de serviço. Tudo isso em um mesmo andar, sem escadas nem nivelações. E a classificação de cada apartamento é de acordo com o número de dormitórios ou suítes e pelo número de vagas na garagem.

Cobertura

Esses imóveis são aqueles localizados no último andar do edifícios. Costumam apresentar uma planta mais ampla que os demais apartamentos e até mesmo área externa, como piscina e churrasqueira. De forma geral, a sua metragem é o dobro da metragem padrão dos imóveis do prédio. Esse tipo de imóvel pode ainda ser dividido em:

  • Cobertura duplex: quando ocupa dois andares, conectados por escadas ou elevadores privativos. Em alguns casos, podem ser formadas ainda por três andares, nesse caso, sendo chamadas de triplex.
  • Penthouse: é a cobertura sem divisão de andares. É tudo no mesmo plano e ocupa uma área bem ampla no topo do edifício.


Duplex

O estilo duplex também existe fora do topo de prédio. Algumas construções desenvolvem empreendimentos com apartamentos de dois andares no meio do edifício mesmo. Geralmente são imóveis amplos, com pé-direito duplo e com uma escada que conecta os dois níveis da unidade.


Flat

O flat é um tipo de imóvel que apresenta a prestação de alguns serviços semelhantes aos de hotelaria, mas sem a formalidade característica de um hotel. Além disso, as taxas são menores e os contratos de habitação são maiores parecidos com o de um aluguel convencional mesmo. Tanto para moradia quanto para investimento, o flat apresenta inúmeras vantagens. Quem mora recebe todo o conforto de um hotel por preços menores e quem investe tem rentabilidade superior ao aluguel residencial já que o flat está fora da lei do inquilinato e é regido pelas normas da hotelaria.


Giardino

Este é um tipo de imóvel residencial que vem chamando a atenção por aqui e conquistando o coração de quem está migrando de uma casa para um apartamento. Esse tipo fica no térreo do prédio e, por isso, possuem uma boa área externa como um quintal ou um jardim. Em muitos casos, também possui churrasqueira. Essa é a melhor opção para quem quer a liberdade de uma casa sem abrir mão da segurança de um apartamento.

Kitnet

O termo Kitnet vem do termo inglês kitchenette, “pequena cozinha”. É um apartamento de pequenas proporções, com metragem entre 20 e 30m², formado geralmente por apenas dois cômodos: um banheiro e outro espaço que integra o quarto, a cozinha e a sala. Normalmente, as pessoas que escolhem morar nesse imóvel levam em conta seu baixo preço e o pouco tempo de ficar em casa, além do pouco trabalho que se leva com a limpeza doméstica. Assim, é de se esperar que existam mais quitinetes nos centros de grandes metrópoles, como Londres, Nova Iorque e Tóquio, pelo fato dos apartamentos serem mais caros nessas localidades.


Loft

O imóvel no estilo loft é caracterizado por um apartamento amplo, sem divisória entre os cômodos que, geralmente, apresentam pé-direito alto e mezaninos. Eles surgiram nos EUA na década de 70, quando antigos armazéns e galpões começaram a ser reformados para servir como moradia a artistas e profissionais liberais. Até hoje, é visto como uma inovação.


Sobrado

Sobrado é um tipo de casa com dois ou mais andares e com grande área construída.

Na época do Brasil colônia os sobrados eram as residências dos senhores nas cidades e marcaram o início da urbanização por aqui. A expressão surgiu de forma natural a partir dos sobrados construídos nas cidades mineiras, principalmente durante o Ciclo do Ouro. Em geral, caracterizadas por uma topografia tipicamente chamada de “mar de morros”, as construções eram realizadas a partir do nível mais alto da rua, de forma que “sobrava” um espaço sob o piso principal da edificação. Com o tempo, este nível inferior passou a ser considerado o piso térreo, vindo a caracterizar os “sobrados”. Atualmente, qualquer residência com mais de um piso recebe o nome de sobrado.


Studio

Muitas vezes confundido com o loft, o studio é um meio-termo entre o apartamento tipo e o loft. Aqui, algumas divisórias voltam à cena, como, por exemplo, as paredes que delimitam os dormitórios. E em geral, não são espaços tão amplos como os lofts..


Townhouse

Ainda pouco difundido no Brasil, esse tipo de imóvel vem sendo bem aceito por quem está comprando seu primeiro apartamento. Assemelha-se muito a um sobrado com 3 ou 4 andares, mas com apartamentos individuais em cada um deles.


Conheça as opções de residenciais verticais da Tegra e encontre o melhor que se encaixa à sua vida e rotina!

E não deixe de conferir nenhuma novidade no novo blog da Tegra. Temos certeza que você irá se surpreender!




Chat
Olá! Como podemos te ajudar?
Já sou cliente Quero trabalhar na Tegra Quero ser fornecedor Quero comprar um Tegra
Ligue e fale com um corretor Tegra
11 3197-2990
Whatsapp
E-mail
Chat