Não foi possível detectar sua localização. Selecione um estado de seu interesse para ver as melhores ofertas. X

Blog da Tegra

Aprenda como consultar seu score e aumentar sua pontuação de crédito

Aprenda como consultar seu score e aumentar sua pontuação de crédito. Acesse!

05/05/2021 • 11h01min • EM MERCADO

Uma fotografia com papéis com gráficos sobre uma mesa.

Os bancos, imobiliárias, seguradoras, lojas de varejo, entre outras empresas, costumam consultar o score de seus clientes antes de aprovar qualquer concessão de crédito.  

Com base em diversos critérios, o score mostra se um consumidor é bom ou mau pagador e se ele deve ou não ter acesso ao crédito. 

O que é score?

O score de crédito, ou simplesmente score, é uma pontuação que representa a capacidade creditícia de uma pessoa, baseada nos hábitos de pagamento e relacionamento com o mercado de crédito. 

As empresas e instituições financeiras consultam o score antes de concederem um empréstimo, cartão de crédito, financiamento imobiliário, consórcios, entre outros serviços.

Como funciona o score?

O score reúne diversas informações para determinar qual será a pontuação, de 0 a 1000, de crédito do consumidor. Desta forma, o score mostrará à empresa qual o risco que ela pode ter ao emprestar dinheiro. 

Quanto mais próxima a pontuação estiver de mil, melhor é o perfil financeiro e maiores são as chances de ter um crédito aprovado. Por outro lado, quanto menor a pontuação, maiores são as chances de inadimplência e de ter um pedido de crédito negado.

Não existe apenas um tipo de score. Cada birô de crédito, banco ou outros tipos de empresa pode ter o seu próprio score com seus critérios de pontuação.

Geralmente, o score se divide em três faixas:

De 0 a 300 pontos: existe um alto risco de inadimplência;

De 300 a 700 pontos: risco médio de inadimplência;

Acima de 700: risco baixo.

Como o score é calculado?

Não existe uma fórmula única, pois cada empresa tem seus métodos, mas, em geral, o score traduz em números o comportamento financeiro do consumidor quando compra produtos, adquire crédito, paga as contas em dia, entre outras informações. 

Por que é importante ter um bom score?

Um bom score pode aumentar as chances de obter crédito, negociar valores mais altos e conseguir melhores condições de juros. Com uma pontuação alta, a instituição entende que é menos arriscado emprestar dinheiro. Entretanto, o score não é o único item analisado.

Basta ter score bom para conseguir crédito?

O score é uma pontuação importante, mas não é o único item considerado pelas empresas para conceder crédito. Um score baixo não significa, necessariamente, que o crédito não será concedido, assim como um score alto não garante a liberação. 

Por exemplo: se uma pessoa tem um score excelente, por volta de 980, e tem um salário de R$ 1.500,00 por mês, dificilmente vai ter crédito autorizado para uma parcela de R$ 1.000,00 por mês, porque as instituições entendem que aquele valor vai comprometer muito a renda do cliente.

Por mais que o score seja bom, o risco de a pessoa não conseguir arcar com a dívida é alto.

Como consultar o score?

O score pode ser consultado gratuitamente pelos sites e aplicativos dos birôs de crédito como Serasa, SPC, Boa Vista e Quod. 

5 Mitos sobre o score

Conseguir uma pontuação melhor ainda gera dúvidas, além de alguns mitos:  

1. Quanto mais consultas fizerem ao score, menor ele fica

O número de consultas não interfere na pontuação, pois não são apenas instituições financeiras que podem checar o score, diversas empresas podem ter acesso. 

2. Ter uma renda alta aumenta o score

Salário alto não é sinônimo de uma boa pontuação no score. O que determina são os hábitos financeiros da pessoa: pagar as contas sempre em dia e evitar dívidas, por exemplo.

3. É só pagar as dívidas que o score aumenta na hora

O pagamento e a regularização das dívidas aumentam a pontuação, mas leva um tempo para que o score suba. Não existe uma forma para aumentar o score rapidamente.

4. Nome negativado é para sempre

É importante saber que as dívidas prescrevem cinco anos após a data de vencimento. Depois desse prazo, o CPF do consumidor não pode continuar restrito. Isso significa que os débitos com mais de cinco anos não entram no cálculo do score.

5. Colocar CPF na nota fiscal pode aumentar a pontuação

Segundo a Serasa, a inclusão do CPF na nota fiscal não faz parte das informações que são usadas para o cálculo do score. Ou seja: colocar o CPF na nota na hora da compra, não afeta a pontuação.

Afinal, o que pode aumentar o score?

O score baixo quase sempre significa que o consumidor não está com as contas em dia, e isso pode gerar problemas. Além da dificuldade em conseguir um empréstimo, os juros tendem a ser mais altos. 

Para melhorar a pontuação, o primeiro passo é quitar todas as dívidas que estão em atraso. O segundo passo é organizar as finanças pessoais para que não ocorram mais pagamentos fora do prazo.. 

Segundo a Serasa, manter os dados pessoais atualizados no birô também colabora para o score.

Receba nossas notícias e informações exclusivas diretamente no seu e-mail


Proteção de Dados Pessoais

A Tegra utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência
de acordo com nossa Política de Privacidade . Ao continuar navegando, você aceita estas condições.
Acesse nossa Política de Privacidade e saiba como tratamos dados pessoais.