Não foi possível detectar sua localização. Selecione um estado de seu interesse para ver as melhores ofertas. X

Blog da Tegra

Transtornos mentais: quais os mais comuns e como identificá-los

Os transtornos mentais, como a depressão, afetam milhares de pessoas no mundo todo. Entenda as causas e saiba como prevenir e tratar. Acesse!

01/03/2021 • 14h24min • EM LIFESTYLE

Uma fotografia de um homem sentado pensativo com as mãos no queixo

Em um momento de mudanças significativas na vida de muitas pessoas, em consequência da pandemia do novo Coronavírus, a preocupação com o bem-estar e a saúde mental tem crescido.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), os relatórios mundiais já indicam um aumento nos sintomas de depressão e ansiedade em vários países. Antes mesmo da pandemia, a depressão já afetava mais de 300 milhões de pessoas em todo mundo. 

Aqui no Brasil, também já vivíamos uma epidemia de ansiedade. Em 2019, nós ganhamos o título de país mais ansioso do mundo, com 18,6 milhões de brasileiros, ou 9,3% da população, afetados pelo transtorno.

Outro dado da organização aponta que, a cada quatro pessoas, pelo menos uma sofrerá com algum transtorno mental durante a vida.

O que é transtorno mental?

O transtorno mental é uma disfunção da atividade cerebral que pode afetar o humor, o comportamento, o raciocínio, a forma de aprendizado e a maneira de se comunicar.

Por não ter sintomas físicos claros, durante muitos anos os transtornos foram ignorados como doenças, até mesmo por preconceito e tabu na sociedade.

Com o advento da psicoterapia, da psicanálise, da psiquiatria, e uma compreensão melhor dos fenômenos que estão em torno dos transtornos mentais, esse assunto ganhou espaço na medicina e nos estudos.

Quais são os tipos mais comuns de transtornos mentais?

Existem diversos transtornos mentais e sintomas diferentes. Eles geralmente são caracterizados por uma combinação de pensamentos, percepções, emoções e comportamentos anormais, que também podem afetar as relações com outras pessoas.

Depressão

É caracterizada por tristeza, perda de interesse ou prazer, sentimento de culpa ou baixa autoestima, sono e apetite alterados, cansaço e falta de concentração;

Transtorno de ansiedade

Medo, preocupação ou agitação em excesso caracterizam esse distúrbio;

Transtorno bipolar

Alterações de humor que alternam momentos de depressão com sintomas de obsessão (mania);

Transtorno obsessivo-compulsivo

Pensamentos que levam a comportamentos repetitivos;

Estresse pós-traumático

Ocorre após uma situação de perda ou perigo, quando uma pessoa vive ou presencia algum episódio assustador. Pode resultar em ondas de ansiedade ou um ataque de pânico diante de gatilhos que façam a pessoa se lembrar da situação.

Como identificar um transtorno mental

Nem sempre os sintomas são fáceis de identificar, até mesmo para a pessoa que sofre com algum tipo de transtorno. O ideal é observar como o comportamento evolui e buscar ajuda profissional para um diagnóstico preciso.

Quais são as causas do transtorno mental?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), as causas não incluem apenas atributos individuais, como a capacidade de administrar os pensamentos, as emoções, os comportamentos e as interações com os outros. mas também os fatores sociais, culturais, econômicos, políticos e ambientais, como as políticas nacionais, a proteção social, padrões de vida, as condições de trabalho e o apoio comunitário.

Além disso, o estresse, a genética, a nutrição, as infecções perinatais e a exposição a perigos ambientais também são fatores que contribuem para os transtornos mentais.

Como é realizado o diagnóstico de um transtorno mental?

O diagnóstico de um transtorno mental é feito por profissionais especializados em saúde mental: psicólogos, psiquiatras ou psicanalistas.

É possível tratar um transtorno mental?

É importante entender que o transtorno mental é uma doença e existe tratamento, mas que varia para cada tipo.

No caso da depressão, que é considerada o “mal do século” pela OMS, existem tratamentos que variam conforme o grau - para quadros leves, com psicoterápico, e para os mais graves, com antidepressivos.

Vale ressaltar que apenas com diagnóstico e acompanhamento profissional é possível estabelecer o tratamento para cada tipo de transtorno.

Cuide da sua saúde mental

Existem diversos fatores que podem influenciar negativamente a saúde mental: estresse, brigas, doenças, limitações, falta de convívio social, família, problemas financeiros, entre outros.

E tudo isso pode causar desequilíbrio emocional, o que facilita o surgimento de doenças mentais.

Para que isso não ocorra, é importante cuidar da saúde do corpo e da mente. Isso pode ser feito por meio de práticas físicas (esportes, caminhada, dança e yoga, por exemplo) e mentais (meditação e respiração, por exemplo) que promovem a sensação de bem-estar e prazer, e também pela alimentação e pelos hábitos saudáveis (não fumar e ingerir bebidas alcoólicas, por exemplo) - fundamentais para manter o bom funcionamento do organismo.

Receba nossas notícias e informações exclusivas diretamente no seu e-mail


Proteção de Dados Pessoais

A Tegra utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência
de acordo com nossa Política de Privacidade . Ao continuar navegando, você aceita estas condições.
Acesse nossa Política de Privacidade e saiba como tratamos dados pessoais.