Não foi possível detectar sua localização. Selecione um estado de seu interesse para ver as melhores ofertas. X

Blog da Tegra

Crie uma decoração no estilo industrial com nossas dicas

Uma das maiores vertentes de decoração da atualidade, o estilo industrial está com tudo, confira nesse artigo algumas dicas para adotá-la em seu lar!

27/11/2019 • 10h25min • EM DICAS & DECORAÇÃO

Dicas para criar uma decoração industrial

Criado e desenvolvido entre as décadas de 1950 e 1970 nos Estados Unidos, o design industrial começou a ganhar muita força entre os amantes da decoração nos últimos anos. Se tornou um sinônimo de elegância com um “toque de descuido” propositalmente pensado.

O estilo industrial teve início como uma maneira de reaproveitar espaços utilizados por antigas fábricas que haviam sido abandonados após anos de utilização. Gradativamente, o estilo foi se disseminando e chegou até os lares de diversas pessoas, principalmente jovens adultos ligados nas novas tendências de assuntos como decoração, arquitetura, design e comunicação. No Brasil, por exemplo, essa parcela da população se mostrou muito presente em bairros como o Centro, Pinheiros e Vila Mariana, alguns dos favoritos dos novos moradores da capital paulista.

Agora sendo uma das maiores vertentes de decoração da atualidade, o estilo industrial está com tudo e conquista cada vez mais adeptos todos os dias. Se você está pensando em levar esse estilo para sua casa, separamos algumas dicas para você implementar todas as características do design industrial na sua casa de maneira natural.


Menos é mais

Antes que você comece a fazer qualquer coisa em seu apartamento ou casa, é muito importante entender algo a respeito do estilo industrial: ele também demanda planejamento da sua parte. Não é porque o estilo é normalmente associado com a falta de acabamento que ele pode ser aplicado de qualquer maneira em um ambiente, especialmente na sua casa. Esse é um erro muito comum que jovens moradores, ao comprar seu primeiro imóvel, tendem a cometer.

A grande maioria dessas escolhas são muito mais estéticas do que funcionais. Por isso, sempre peça o auxílio de profissionais especializado em decoração para lhe oferecer assistência, seja de maneira presencial ou pegando pequenas dicas pela internet sobre como executar sua visão da maneira correta.

Dito isso, o grande segredo do estilo industrial é justamente a ausência de adereços, bugigangas e/ou aparatos espalhados pela casa. Com menos acabamento, você pode investir em um estilo visual que valoriza canos aparentes, colunas de concreto bruto, tubulações que passam e interligam todos os móveis da casa e muito mais.

Essas pequenas demonstrações de “falta de cuidado” são justamente o charme do estilo como um todo, que fazem com que você valorize a estrutura básica do seu imóvel de uma nova maneira. É claro que você pode fazer com que essa “falta de cuidado” seja feita de maneira proposital, investindo na aplicação de paredes de cimento batido, por exemplo. Mas, nesse caso, nunca peque pelo excesso, mas sim pela falta.


O charme está no rústico

Com essa falta de acabamento, é justamente o jeitão rústico e antigo do imóvel que tornam o estilo industrial tão único. A ideia aqui é que saber usar outras coisas para criar um bom equilíbrio entre o frio sem alma do cinza com a vida de elementos como a madeira ou plantas.

Além disso, você também pode (e deve) reciclar e reutilizar o quanto conseguir de móveis e eletrodomésticos. Ao fazer isso, você prolonga a vida útil de artigos que poderiam oferecer muito mais para qualquer ambiente e consegue conciliar essa proposta ecológica com o novo estilo do seu lar, já que reciclar está na base da fundação do design industrial.

Por isso, um dos alicerces estéticos e funcionais para manter o estilo industrial em favor da sua casa é a iluminação. Ela é responsável por dar um dos toques mais importantes e característicos do estilo industrial, mas não demanda loucuras e apetrechos como lustres, candelabros e etc. Aqui, a ideia é que as lâmpadas fiquem expostas, como as já tradicionais lâmpadas de filamento de cobre, que são muito bonitas e oferecem um ar aconchegante em qualquer local em que estejam instaladas.

E um traço clássico do design industrial são as paredes de tijolinhos, que se encaixam bem em qualquer decoração, seja para o seu quarto, sua sala, sua cozinha e até mesmo seu banheiro. Se preferir, você também pode dar um toque pessoal pintando os tijolos de branco ou passando um pouco de verniz, para deixá-los com um aspecto diferente.


Abrace os metais

Como falamos acima, canos e tubulações à mostra são uma parte essencial para dar o charme do estilo industrial na sua casa. Porém, não é apenas aí que os metais podem atuar em seu favor. O ferro oxidado ou escovado também ajuda faz com que o ambiente ganhe um ar de fábrica abandonada. Dessa maneira, você pode usar esse material em móveis, como cadeiras, em itens decorativos ou tudo que você puder imaginar.

Um outro tipo de metal que você também pode adotar são fios aparentes pelos ambientes. Eles são o toque urbano para um ambiente doméstico. Uma boa dica é escolher pontos focais em cada cômodo para deixar esses fios mais aparentes, para que eles não se tornem empecilhos para seus convidados e também sejam um foco de admiração na altura dos olhos.

Caso você não queira mudar muito a estrutura de algum local ou da sua casa como um todo, é só começar a investir em acessórios decorativos como bancos ou cadeiras em tons metálicos. Assim, você leva a atmosfera dos metais para o local em objetos que também podem ser removidos caso você não esteja gostando mais, adaptando-os para novos cômodos da sua casa.


Cores frias deixam tudo mais quente

Falando de maneira geral, o cinza é a cor que sempre é associada com o estilo industrial desde sua concepção. Mas é claro que você também pode investir em novas cores para sua casa que combinem com quase todos os tipos de tons, como o branco e o preto, e outras cores frias.

Um ótimo exemplo disso são cores como o marrom, o azul e o verde. Por esse motivo, como falamos lá em cima, as plantas são elementos muito bem-vindos para contrastar com a frieza das superfícies metálicas, sendo vitais para ambientes comuns, como a sala, a cozinha e a copa, por exemplo.

Mas, caso venham aqueles cinco minutos de coragem, você pode aplicar pequenos focos de cores quentes em determinados locais. Para ilustrar isso, você pode pintar uma pilastra em específico de vermelho ou amarelo, deixando-a como o chamariz do ambiente e fazendo com que o restante seja descoberto aos poucos pela sua visita.

Gostou da dica? Quer saber mais?

Aproveite e leia também:


Não deixe de conferiras novidades que estão no novo blog da Tegra. Temos certeza que você irá se adorar todas as dicas que separamos para você!


;